"O Azulejo, mais do que uma arte popular, é um reflexo da Alma de um Povo"

Quem é

A Cristina é uma eterna apaixonada pela arte, no geral, e em particular pela pintura.  

Desde 1998, e para além da atividade que desenvolve no atelier, dedica-se a dar aulas de pintura. Os seus alunos são na sua maior parte o público em geral, com interesse pela área, mas também a população mais fragilizada, contribuindo assim para a sua integração na sociedade através da arte.

Em paralelo participa em intervenções artísticas para a cidade de Lisboa em conjunto com a Junta de freguesia de Santa Maria Maior, onde também reside desde sempre, bem como onde está localizado o seu atelier.

É neste atelier que recebe visitantes do mundo inteiro e onde acontece a  partilha de culturas, conversas e momentos de aprendizagem mútua.

Normalmente, não há quem saia sem adquirir uma recordação!

Línguas

Português

Inglês

Francês

Espanhol

O meu percurso e trabalhos realizados

Gerente

​1988 - presente

Atividade Artística - Painéis  elaborados:

Papa João Paulo II (elaborado aquando última visita do papa a Portugal);

António Mira (painel sem nome);

"Menir" para António Mira;

Viera da Silva (painel sem nome);

"A selva" de Pedro Calapez;

"Módulos para azulejo" para Pedro Calapez;

"Rochard" para Ana Rocha;

"Caravela" para Luís Duran;

"Infante Dom Henrique" para António Mendes;

"Padrões de Arquiteto" para Graça Dias e João Basto;

Coleção Particular de Erik Sampers, França;

Coleção Particular de Barbara Mnupelse, Holanda;

Coleção Particular de Flessman, Holanda;

Coleção Particular de Mevce Lici, Istambul;

Coleção Particular de Mário Branco, Saint Tropez;

Chateux de Voisins, França;

Interiores Rosemarywain, Londres;

Condomínio privado, Washinton DC;

Embaixada de portugal, Washinton DC;

Clube dos Colecionadores;

Delegação ICEP, Arábia Saudita;

Restaurante "Vasco da Gama", Seixal;

Restaurante "Mercado do Peixe", Lisboa;

Restaurante "Opegare", Luxemburgo;

Restaurante "O Labirinto", Lisboa;

Restaurante "Novo Altaír", Lisboa;

Farmácia "Bastos Andrade", Lisboa;

Grupo Desportivo Mouraria;

Estação CTT, Funchal;

Inúmeros Cartões de Artista;

Paíneis elaborados para coleções públicas;

Museu de Arte Antiga;

Museu do Azulejo;

Museu Arqueológico do Carmo;

Palácio Nacional da Pena;

Palácio Nacional da Ajuda;

Palácio Nacional de Mafra;

Palácio da Independência;

Câmara Municipal de Lisboa - Castelo de São Jorge;

Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica;

Junta de Freguesia do Socorro;

Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.

Formação Académica

Escola Artística António Arroio

A Escola Artística António Arroio tem como patrono António José Arroyo (1856-1934) que, para além da sua carreira técnica como engenheiro, foi autor de obras sobre literatura, música, artes plásticas e sobretudo inspetor e estudioso devotado ao ensino técnico e à arte aplicada que então neste se enquadrava.

Em 1986, concluiu o Curso Profissional de pintura, decoração e cerâmica na Escola Secundária António Arroio com o Mestre Querubin Lapa e a Mestra Aldina.

Frequentou também o Curso de pintura acrílica e a óleo (arte ilimitada) 

© 2019  Santa Rufina